Saneamento Ambiental

O Saneamento ambiental compreende as seguintes atividades:

Abastecimento de água;
Esgotamento sanitário;
Drenagem urbana;
Coleta e destinação final dos resíduos sólidos;
Controle de vetores e de reservatórios de doenças transmissíveis;
Saneamento da habitação, dos alimentos, dos locais de trabalho e recreação, no processo de planejamento territorial, em situações de emergência e etc;
Educação em saúde pública e ambiental;

O Saneamento ambiental tem uma importância social e econômica, pois:

Fatores ambientais e antrópicos são inter-relacionados com doenças!

Diminui incidência de Doenças (Doenças de veiculação hídrica, proliferação de vetores);

Diminui custos para a sociedade em geral (diminuição núm. leitos hospitalares, menor índice de faltas no trabalho, aumento da qualidade de vida em geral, menores gastos com remediação de passivos ambientais);

Preserva os recursos naturais, diminuindo os custos de exploração e beneficiamento.

Os impactos proporcionados pelo ambiente sobre a saúde humana podem ser divididos em:

Riscos tradicionais: associados ao subdesenvolvimento, como falta de acesso à água potável, saneamento inadequado das habitações e comunidade, destino inadequado de resíduos sólidos, acidentes ocupacionais, e etc.

Riscos modernos:
associados ao desenvolvimento não-sustentável, como poluição urbana, poluição industrial, geração de resíduos sólidos perigosos, riscos químicos e radiotivos, desflorestamento, degradação do solo, mudanças climáticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *