Categorias
Recursos Hídricos

Prevenção da turbidez em águas naturais

Ocupação adequada do solo é a maneira mais correta para diminuir a turbidez das águas naturais contribuindo assim, para a diminuição de custos e qualidade do produto final, água potável.
Unidade padrão de turbidez (sistema de origem)
Os padrões recomendam mantê-la igual ou inferior a 1 mg.L-1, sendo permitido até  5 mg L-1.
O padrão escolhido arbitratiamente para medir a turbidez das águas foi a sílica, em que 1 mg.L-1 de SiO2 = 1 unidade de turbidez
Está condicionado ao tamanho das partículas
Aplicação do conceito turbidez
A medida de turbidez é de grande importância no campo do abastecimento de água.
O conhecimento da variação da turbidez na água bruta ou “in natura” é de primordial importância para a engenharia sanitária e ambiental. Ela é usada, em conexão com outras informações, para saber se um manancial necessita ou não de tratamento especial antes de pô-lo em uso no consumo público.
A maioria das águas fluviais requerem coagulação química por causa da turbidez.
As medidas da turbidez são usadas para:
• Determinar a quantidade de reagentes necessários a purificação da água
• Determinar qual o reagente mais conveniente e econômico para a coagulação química . (sulfato de alumínio e sulfato de ferro)
• Evitar sobrecarga nos filtros (entupimento)
Tais informações servem de base para o dimensionamento dos alimentadores químicos, das câmaras de sedimentação, floculadores, bem como da casa de química (depósito de reagentes)
O coeficiente de finura, que é o quociente entre o peso da matéria em suspensão em uma amostra, e a turbidez, expresso em mg.L-1; pode ser usado no projeto dos decantadores porque ele indica o tamanho médio das partículas em suspensão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *