Categorias
Tecnologias Ambientais

Leilão de créditos de carbono em SP

Seguindo a linha dos últimos posts sobre o Protocolo de Kyoto e créditos de carbono, coloquei a reportagem abaixo para demonstrar como o mercado de títulos de redução certificada de emissão (RCE) ou créditos de carbono está crescendo e ampliando o seu potencial de ganhos econômicos. Estes créditos de carbono leiloados pela Prefeitura de São Paulo são resultado dos seus projetos de captação de gás metano dos aterros sanitários para simples queima, em alguns casos, e em outros para geração de energia.

Leilão de carbono tem ágio em SP

Fonte: Jornal Valor Econômico 26/09/2008
Agência Brasil, de São Paulo

A Prefeitura de São Paulo obteve ágio de 35,2% no leilão de crédito de carbono realizado ontem. Os 713 mil títulos de Redução Certificada de Emissão (RCE) foram ofertados ao preço mínimo de US$ 14,2 por tonelada, valor que subiu durante o pregão para US$ 19,2, o que gerou o pagamento de US$ 13,689 milhões (R$ 37 milhões)

Das dez instituições que participaram do leilão, oito apresentaram ofertas. O lote único foi arrematado pela empresa de energia suíça Mercuria Energy Trading. A secretária-adjunta de Governo do município, Stela Stein, explicou que o total arrecadado será destinado a projetos nas áreas social e de meio ambiente das comunidades próximas aos aterros sanitários Bandeirantes (zona norte) e São João (zona leste), de onde foram originados os títulos.

É a segunda vez que a prefeitura negocia créditos de carbono no mercado. A diferença em comparação ao ano passado foi a valorização dos títulos. Na venda anterior, a tonelada estava cotada a US$ 16,2, e agora saiu por US$ 19,2.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *