Desmatamento: problema ambiental, tradição milenar

Atualmente, diversos problemas ambientais assolam o mundo inteiro, alguns em estágios bem avançados e graves. Um dos mais alarmantes e antigos é o desmatamento, que é ou pelo menos foi encontrado em todas as regiões do planeta. Desmatar significa destruir, exterminar ou prejudicar seriamente a vegetação original de uma área, para qualquer que sejam os fins.

O desmatamento raramente é causado naturalmente (como por queimadas em regiões muito quentes e em um clima favorável a isso, ou por ventos muito fortes e raios que podem atingir e derrubar as árvores), fazendo com que essa atividade seja vista, quase que totalmente, como uma ação antropológica, ou seja, que é causada pelo homem. Pode ser praticada através de queimadas ou corte com auxílio de diferentes ferramentas. Entre as consequências diretas do desmatamento, há a extinção de inúmeras espécies de plantas e animais, destruição de biomas, danos à atmosfera (devido aos gases emitidos pelas queimadas e pela diminuição da fotossíntese, que diminui as taxas de gás carbônico e aumenta as de oxigênio), etc.

Historicamente, o homem desmata regiões ao seu redor há milhares de anos. Uma das primeiras ações dos portugueses ao chegarem ao Brasil foi cortar as árvores aqui encontradas, principalmente pau-brasil, já que quase não havia mais o que desmatar na Europa. Não havia conscientização sobre os prejuízos causados pela destruição das matas, o que fazia que essa atividade fosse praticada até se esgotar os recursos naturais da área. E o desmatamento, assim como o homem e suas tecnologias, apenas evoluiu e tornou-se mais rápido e mais fácil, com o auxílio de novas técnicas e máquinas, extrapolando os limites de recuperação do meio ambiente e extinguindo diversas espécies de árvores e até de animais.

Para evitar-se esse tipo de problema, deve-se haver conscientização da população referindo-se aos danos causados pelo desmatamento. Algumas normas foram criadas pelo Código Florestal Brasileiro que impedem ou reduzem essas atividades destrutivas, tais como Áreas de Preservação Permanente (APP), que designam algumas regiões que nunca podem ser desmatadas, áreas de Reserva Legal, que controlam o desmatamento dentro de uma propriedade, entre outras, que devem ser seguidas por todos os brasileiros para não haver ainda mais prejuízos, que afetam o mundo inteiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *