Conselho gestor de UC

O conselho é um espaço de articulação e tomada de decisões sobre a gestão das UCs, faz parte da estrutura gerencial das UCs e deve ter parceiros que contribuam para sua composição.

Como é constituído?

O conselho é uma instância de interdisciplinaridade, um fórum político e técnico de negociações, com caráter consultivo e/ou deliberativo, composto pelas representações de grupos, comunidades e instituições que atuam ou que deveriam atuar na região da UC nas mais diferentes áreas.

Deve-se considerar as parcerias necessárias para atingir os objetivos da UC. Para tanto, representantes de instituições públicas relevantes para a gestão efetiva da UC e representantes da sociedade civil são nomeados para o mandato de conselheiros. É importante que o conselho gestor, em sua composição, busque a paridade entre todas essas categorias de representação.

Leia Mais

Ataque de onça pintada ao gado

Existem diversos fatores que predispõe a predação, ou ataque de onças pintadas e onças pardas ao gado bovino:

  • Comportamento inato e apreendido da onça;
  • Saúde e condição dos felinos individuais;
  • Divisões de área e de recursos entre onças-pintadas e onças-pardas;
  • Práticas de manejo do gado;
  • Abundância e distribuição de presas naturais.

O fator que mais influencia é o desmatamento, o qual provoca perda de hábitat direta para os carnívoros e suas presas, que são empurradas ou fogem em direção a outras áreas florestadas, onde são caçados mais facilmente.

O desmatamento, além de constituir um fator de extermínio da espécie, predispõe ao ataque do gado por felinos, pois ao encontrar um número menor de presas naturais, por efeito direto do desmatamento e da caça e ao ser empurrado em direção às áreas marginais (onde entra em contato com pastos e rebanhos com maior frequência).

Uma vez descoberto o quão fácil é caçar bezerros ou bovinos jovens, o felino dedica seus esforços a esta atividade.

Leia Mais

Descarte de lixo eletrônico em Campo Grande, MS

O lixo eletrônico possui grande potencial poluidor, pois em sua composição estão muitos metais pesados e componentes tóxicos. Assim, o seu descarte deve ser feito em locais que irão dar a destinação correta para cada tipo de resíduo, pois alguns podem ser reciclados e outros não.

Segue uma sugestão de onde descartar resíduos eletrônicos em Campo Grande, MS:

Onde levar lixo eletrônico em Campo Grande, MS?

Leia Mais

Arborização urbana: como plantar as mudas e escolher as espécies de árvores

A arborização urbana é fundamental para garantir o conforto e bem-estar de quem vive na cidade, pois as árvores funcionam como um filtro ambiental, reduzindo a poluição atmosférica, amenizando o calor, diminuindo a insolação e a velocidade dos ventos, e abafando ruídos. As árvores também contribuem no combate à erosão e servem de abrigo e alimento para as aves.

Segundo a Associação Brasileira de Arborização urbana, para a escolha da espécie adequada ao plantio em vias públicas (ruas e calçadas), a árvore deve ter características como:

  • Estar adaptada ao clima do local;
  • Ser preferencialmente uma espécie nativa da vegetação local;
  • Possuir porte adequado ao espaço disponível;
  • Não apresentar princípios tóxicos ou alérgicos;
  • Devem-se evitar espécies que necessitem de poda frequente, que tenham tronco frágil, caule e ramos quebradiços.

A escolha correta das árvores é importante, porque evita que elas causem problemas para a infra-estrutura do meio urbano, como as redes de água e esgoto, a rede elétrica, o calçamento das ruas e a circulação de pedestres e carros.

É muito fácil contribuir para a conservação das árvores e mudas existentes nas ruas da sua cidade. Basta cuidar das espécies localizadas em frente à sua casa: regando-as na época de seca e quando necessário.

Espécies indicadas para o plantio em ruas e avenidas:

  • De pequeno porte: plantio em locais sob rede elétrica. Exemplo: Murta-de-cheiro, Escova-de-garrafa, Ipê-de-jardim, flamboyant-mirim, grevilha-anã, redesá.
  • De médio porte: plantio em locais sem rede elétrica e com calçada com menos de 3 m. de largura. Exemplo: Pata-de-vaca, falso-chorão, quaresmeira, canelinha, magnólia, manacá-as-serra.
  • Grande porte: plantio em locais sem rede elétrica e com calçada com mais de 3 m. de largura. Exemplo: Angico, jacarandá-mimoso, pau-brasil, oiti, ipê, sibipiruna.

É recomendável que o plantio das mudas seja feito no inicio da estação chuvosa. Caso seja feito na estação das secas, as mudas devem ser irrigadas diariamente durante 30 a 45 dias após o plantio.

Veja como a muda deve ser plantada:

Arborização urbana - Forma certa de plantar árvores
Arborização urbana - Forma certa de plantar árvores

Atenção, quando for plantar respeite as seguintes distâncias mínimas:

  • Entre árvores de pequeno porte: 5,0 metros
  • Entre árvores de médio e grande porte: 7,0 metros
  • Entre árvores de pequeno porte e postes: 5,0 metros
  • Entre árvores de médio e grande porte e postes: 7,0 metros
  • Entre a esquina e as árvores: 5,0 metros
  • Entre as árvores e as entradas de garagens: 5,0 metros

Leia Mais

Poluição dos rios pode afetar produção industrial e do campo

Em geral, nunca paramos para pensar em como as nossas atividades diárias afetam a nós mesmos, apenas deixamos isso a cargo dos cientistas e pesquisadores. Então lhe convido agora a aumentar a sua consciência ambiental e pensar na seguinte questão: Como que a poluição dos rios afeta a produção industrial e a produção do campo (alimentos)?

1 – Águas poluídas precisam de maior tratamento para serem utilizadas em indústrias, aumentando assim o custo da produção, e o custo do produto final. Ou seja, você que paga pela poluição.

2 -Águas poluídas são mais difíceis de tratar nas Estações de Tratamento de Água para garantir um abastecimento urbano de qualidade, assim ficamos mais sujeitos a contaminantes químicos em geral,e também gastasse mais matéria prima para tratar a água, aumentando o custo do tratamento, que também é repassado para nós na conta de água.

3 – A produção do campo também pode ser encarecida caso seja necessário tratar a água previamente. E muitas vezes a falta de água em qualidade e quantidade pode inviabilizar uma produção de alimentos.

Ainda não acredita que é verdade, veja abaixo exemplo de caso verídico:
Técnicos da Fundação SOS Mata Atlântica analisaram rios de doze estados do Brasil em 2010 e concluíram que a poluição hídrica no país virou um problema crônico. Inclusive já atingiu níveis capazes de afetar a produção agrícola e industrial e dificultar o crescimento econômico nas taxas atuais, ou seja, pode começar a atrapalhar as gerações futuras, principalmente no quesito qualidade de vida. A pesquisa estudou 43 rios, córregos, lagos e açudes investigados, e conclui que nenhum está em boas condições sendo que 70% registraram água de qualidade regular, e em 30% a situação encontrada foi ruim ou péssima. Inclusive em uma enquete que consta no site da instituição, praticamente 100% das pessoas responderam que não estão satisfeitas com a qualidade da águas dos rios de suas cidades.

Leia Mais