Categorias
Tecnologias Ambientais

Diferença entre GIS e CAD

Diferença entre GIS e CAD: Em um CAD um retângulo é somente uma unidade geométrica. Já em um GIS um retângulo é a representação de uma entidade real com área, perímetro e significado lógico. Pois nos GIS temos a possibilidade de associarmos aos elementos geométricos representaticos de áreas, atributos e informações de vários tipos (textos, fotos, dados, etc).
Ou seja, para os dados Raster é possível associar a cada célula elementar (pixel), um número infinito de atributos que são, em geral, memorizados por um banco de dados.
Dados Raster e Vetoriais:
Por dados vetoriais se entende dados geométricos memorizados através das coordenadas (eixos coordenados) dos pontos significativos destes elementos.
Por dados raster se entendem os dados memorizados através da criação de uma grade regular, na qual, à cada célula (pixel) vem associado um valor alfanúmerico que representa um atributo.
No modelo GIS, os dados vetoriais e raster coexistem e se integram alternadamente, os primeiros são geralmente utilizados para dados discretos e os segundos para dados contínuos.
Georreferenciamento: atribuição de um sistema de coordenadas de terreno ao banco de dados.
Sensoriamento remoto: é a aquisição de dados sobre um objeto ou cena por um sensor que está distante deste objeto (Colwel, 1984). Fotografias aéreas, imagens de satélite e radar são formas de dados de sensoriamento remoto.
Dois aspectos principais: aquisição dos dados e elaboração e análise dos dados para a interpretação.

Categorias
Tecnologias Ambientais

GIS ou Sistemas Geográficos de Informação (SGI)

Fundamentos, aplicações e tendências dos Sistemas Geográficos de Informação (SGI) e do Sensoriamento Remoto
GIS = Geographic Information System
Conjunto complexo de componentes de hardware, software, humano e conhecimento para obter, processar, analisar, armazenar e restituir em forma gráfica e alfanúmerica dados referentes a um território.
GIS é um sistema de computador (hardware), software, dados geográficos e pessoal, desenhado para, de forma eficiente capturar, armazenar, atualizar, manipular, analisar e apresentar todos os tipos de informações referenciadas geograficamente (Esri, 1997).
Podemos usar um GIS (SIG, SGI) para responder à questões envolvendo: Localização, Condição, Tendências (trends), padrões, modelização e etc.